terça-feira, 15 de setembro de 2009

Repórter da sapatada sai do chilindró

Muntadhar abraça a sua irmã na sede da Baghdadiyah TV / Reuters

O jornalista iraquiano Muntadhar al-Zaidi, de 30, anos que atirou os próprios sapatos no ex-presidente dos EUA George W. Bush, no ano passado, foi solto. Do lado de fora do chilindró, Muntadhar afirmou que foi torturado por funcionários de alto escalão do governo do Iraque enquanto estava sob a custódia da guarda iraquiana.

Conforme dados do Washington Post, Muntadhar fora espancado, submetido a choques elétricos e afogamentos simulados, o que resultou em fraturas nos braços e nas costelas e hemorragia interna, durante os seus primeiros dias de prisão preventiva.

O repórter da Baghdadiyah TV afirmou que enquanto o primeiro ministro dizia na televisão que não poderia dormir sem ser tranquilizado sobre o seu destino... ele estava sendo torturado das formas mais graves, espancado com cabos elétricos e barras de ferro. "Hoje sou livre novamente, mas minha casa ainda é uma prisão".

Um comentário:

  1. SE LULA FICAR DE BOBEIRA EM PERNAMBUCO, ELE VAI LEVAR É TAMANCADAS. KKKKKK.

    ResponderExcluir