sábado, 31 de dezembro de 2011

Desejo de Ano Novo!

Foto: Rúbia Emília

Vivi tem 5 aninhos e é um amor:

"Painho, eu te coloquei pra dormir, vi?!
Cantei música e te cobri pra te deixar quentinho.
Isso é amor, né papai?!"

Vivi tem 5 aninhos e já faz planos: 

"Quero ser bailarina. Astronauta... talvez."
Disse que poderia ser as duas coisas.
E ao mesmo tempo. 

Vivi tem 5 aninhos e é de uma curiosidade só:

"Painho, o que é molécula?"
Resmunguei comigo:
"O que quer ser agora essa menina?"

Vivi tem 5 aninhos e já é adulta, e como é teimosa:

"Eu posso, né papai, porque já tenho 5 anos."
"Painho, eu posso porque eu sou pessoa."
Diz que é "filha" e é persuasiva.

Vivi tem 5 aninhos e é poeta, opiniosa:

"Painho, não gosto muito desse chão, assim...
com cara de amarelo de sol.
Queria que fosse azul." 

Vivi tem 5 aninhos e é minha filha.

O que posso querer mais?

domingo, 25 de dezembro de 2011

Indulto de Natal

                        por Marcelo De Marco

Hoje, embora Natal e noite estrelada
uma mulher está triste

De sua pálpebra borrada de rímel não escorre lágrima
apenas sumo de vingança

Do vazio de sua casa, do cemitério de sua vida
se põe a arar o seu legado

Rega gravetos em terreno agreste
semeia pedras difamando o azul ensolarado

Fosse outra, os pés cortados e seus joanetes
não aguentariam tamanho peso na consciência

Irascível, porém, ela continua aos quatro ventos
a defenestrar condutas e a esmigalhar a honra

Corajosa, já não respeita os semáforos
e aceita os riscos de derrapar na curva

Infeliz, com o sumiço de seu amo
agora parece perder também o respeito dos filhos

E num sorrir de apatia e tártaro
bebe sua anemia aos goles, perigoso veneno

Atravessa o dia sem a alegria da primavera
e dedica-se ao seu grandessíssimo ofício, do qual se orgulha: ser infeliz

Então, prisioneira de sua própria índole
aos poucos se enforca na língua que aninha o pescoço, seu colar de pérolas
 

Até que o Menino Deus se compadece
e resolve perdoar o coração excêntrico com um indulto eterno de Natal.

sábado, 29 de outubro de 2011

Poética

                                  por Marcelo De Marco

Passeio por dentro do sono
provo dos pomos
negaceio sonhos

ando por fora da ala-
meda
e de vez em quando erro
invertendo os elos
das lexias tônicas
dizendo: ala-meta!

Aparo arestas e recomponho
a letra
pulo
        e ponho palavras sem
alcance
deliro ao lance
perfume extenso da orquídea.

Oh, por favor me digam
qual foi o anjo-esperma suicida
que agradou tanto um óvulo-olfato
e foi para um mesmo alvéolo
potássio, fosfato, curva e linha;
sobrevoou tipo... abelha-rainha
polinizando lua-de-mel no deserto
e em pleno sol fotossintético
fez vôos léxicos no prosaico ar.

in: Guardados na gaveta
Poema de 1998

domingo, 25 de setembro de 2011

Muito óleo sobre tela pro meu gosto

                                 por Marcelo De Marco

Sabiás cantam pela manhã inteira de sol

Um exército de ondas
embola-se na superfície do mar
bramindo natureza pura

O céu é de Deus
e não há dúvida de que ele seja tupinambá,
e aí troveja em Quixadá e
no Oceano percebe-se

Enquanto isso, as águas tentam afogar Moema
como os carros de Faraó
com o gosto do desgosto
da união de Paraguaçu com Caramuru
nos decassílabos egípcios de Durão

No firmamento, relâmpagos fazem
espirais de aço

Fé tupiniquim ateia fogo no mato

A chuva come terra molhada

Para não ficarem atrás
turistas portugueses devoram índias intatas

O Senhor acende sensuais raios no céu
e funda a primeira hidrelétrica no Brasil
 
O amor é para sempre?

In: Guardados na gaveta
poema de 1998

sábado, 24 de setembro de 2011

Água-viva

                                             por Marcelo De Marco

Por enquanto, não sou de nada.
- Mas me provoca!

Inventa qualquer coisa no cume desta montanha russa

Faz carrossel nesta torre confusa da fortaleza de Sebastopol


Brinca em tua tirolesa
                                        escorrega
                                                            atira-te
balança:
                 vem
          iav

Inebria-te com a saliva na língua
pêra, uva, maçã, salada ígnea... croissant

Tenta, assanha, inflama
o rubro pólo dessa pilha de nervos
e aí, então, em segredo
deixa-me o cetro apontar
para fazer-te rainha pelas paredes
no zunzum dos nossos dominós
que, de tão encaixados
se pareçam com abelhas fabricando mel na azeitona.

In: Poesia play
poema de 1998

domingo, 18 de setembro de 2011

Camisa de força

                                   por Marcelo De Marco

Eu aqui
             e você
                          ali.

E nenhum olhar fixo.


Nem mesmo um abraço,
ainda que superficial!

Qualquer gesto fraterno
                                     de despertar conjeturas?

- Nem pensar!

Que dirá um beijar recíproco!

                                                    Você lá, na sua
 eu cá, na minha

nós dois
juntos
numa desumana indiferença.

In: Guardados na gaveta
poema de 1997

Quase

                                          por Marcelo De Marco

Um pouco mais de mim
e você se mostrava por completa,
quem você é,
                        o que pensa,
                                               o que quer.

Mais um detalhe
e você estaria na minha expansão
assombrando o meu descanso
de humano falível
que depois de tantas noites
almeja descansar em seus carinhos.

Mas fazer o quê
se a minha alma retira de mim
esta indiscutível capacidade de amar?

In: Guardados na gaveta
poema de 1997

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

"Lar", da 'artista plástica' Maria Vitória


Minha filha, 4 anos, tem o hábito de me presentear com desenhos - que prometo publicar, a partir de agora, aqui neste espaço. Hoje, sob encomenda, fez com giz de cera e grafite "Lar".

Cometerei a presunção de achar que ela é capaz de captar a essência.

Essa menina leva jeito!

Ana Flor

por Marcelo De Marco

E como em mágica a(manhã):
                            floresce
                                                       creeeeesce


alucinógena-rósea-azul-lilás.


Uma coisa assim seria tóxica
não fosse pólen, lírio-lítio-essência: paz!


E a flor incólume
nem descolore, nem rasga e cessa jamais


Não é mesmo artifício...
esta flor Rosa
de pétala inóxida
                                ante o ceticimo assaz?

Quem disse?!

A flor é Ana,
                              amo-a!

in: Guardados na gaveta
poema de 1997

Palavras cruzadas

por Marcelo De Marco

Procuro não sei o quê...

verei se acho:
 
                            s
                            e
                            t
                            e     p            
                            n     i     g          
                            i     n        o      a
                            f     g            t        s
                            l     o
                            a    s                      
 
perdidos a evaporar-se... átomos na escuridão

E como satélite inútil no espaço
faço aeróbica e abro com(passo)
de palavras em
                                 m             ra
                                      a      b           R A D I C A L
                                        no
 
que sobre skate mergulham no ar
                                    
                                    S           im-
                                    E
                                    T                pul-     
                                   
                                    U                      si-
                                    G
                                    O               o-
                                    F
                                             nan-
                                   do
                                                       

  Onde quer chegar essa poesia
 
V
E
R
T
I
C
A
L

Quer porventura
 
                               transar com a linha de um poema
 
              
H O R I Z O N T A L ? !

in: Poesia-play
poema de 2002

sábado, 3 de setembro de 2011

Severina

Assisti no último dia 31/08, na Secretaria de Educação do Estado, à mesa redonda com Miguel Falcão. Tratou-se de animação a partir dos quadrinhos criados pelo cartunista - numa transposição de linguagem de Morte e Vida Severina, do também pernambucano João Cabral. O belo projeto faz parte da grade de programação da TV Escola.

Em pouco menos de 55 minutos, a animação dá vida ao texto original – sem nenhuma alteração – de João Cabral de Melo Neto, em desenhos feitos a bico de pena. Com o uso de tecnologia 3D (três dimensões), a animação é resultado de uma parceria com a Fundação Joaquim Nabuco. O custo... menos de 1/2 milhão de Reais. Bagatela, quando conferimos do trabalho.

Escrito entre 1954 e 55, o poema, considerado um marco na literatura nacional, narra a trajetória de um migrante nordestino até a cidade de Recife, ainda hoje a mais próspera da região. Com fortes elementos de crítica social, o texto já foi tema de teatro, música, filme, seriado de TV, de história em quadrinhos (leia-se Miguel), e agora, animação.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Terry Eagleaton na cabeceira


Impressionado com a forma palatável e didática de Terry Eagleton. Teoria Literária - uma introdução se trata de manual imprescindível a todos que amam a boa Literatura.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

É osso


Estou num vale de ossos secos - diante dos quadros herméticos de Avalovara. Aqui, então, ponho-me a amealhar repertório a fim de acessar a obra desse mestre da literatura experimental.

Juro degustar a carne!

domingo, 21 de agosto de 2011

Tem início hoje o 9º Festival Recifense de Literatura


Confira aqui a programação completa!

Emílio Santiago cantando "Insensatez" dispensa comentários


Autores: Antônio Carlos Brasileiro Jobim e Vinícius de Moraes

Respeita Januário!


Adélio Lima, um ator caruaruense, 39 anos, está de viagem marcada para o Rio de Janeiro. viaja dia 22, onde vai passar um mês fazendo laboratório para tentar viver, no cinema, o personagem que já interpreta há muito nos museus de Caruaru e em eventos: o Rei do Baião Luiz Gonzaga, que se fosse vivo, completaria 100 anos, em 2012.

domingo, 7 de agosto de 2011

Esporte é saúde!


Prestes a completar 80 anos, Mário Jorge Lobo Zagallo - único tetra-campeão mundial de futebol, disse ao Marca Brasil que sexo na sua idade é normal.

Logo ele que em 2005 fez uma operação de desobstrução do duodeno - em que teve todo o seu sistema digestivo reconstruído.

Prazeres


Falando ainda de Playboy...,

Sandy, da quietude de seu ostracismo, tentou roubar a cena de Galisteu, e com uma frase chamou a atenção: "É possível ter prazer anal." 

A hashtag #sandyfazanal chegou a ficar no topo dos Trending Topics do Twitter.

A artista, por sua vez, tentou se explicar na internet, dizendo que "não foi bem aquela a resposta".

Mas era tarde. Já havia despertado os instintos mais selvagens.

Abençoa!


Não é a primeira vez que Galisteu se amostra aqui neste blog.

É que, das águas caldalosas de San Pietro di Positano, no sul da Itália, no apogeu de seus 38 aninhos, a loira fez ensaio nu para a 36ª edição de Playboy...

... sob o olhar desinteressado de JR Duran.

E para mim, isso é notícia.

Preocupou-me, logo, a força da correnteza! Estou pensando, seriamente, em abandonar o magistério para investir na carreira de salva-vidas!

sábado, 6 de agosto de 2011

Ricardo é honesto!


Este é Ricardo Terra Teixeira. Com ele à frente, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ultrapassou em 2010 a marca de 100 títulos conquistados. Como presidente do Comitê Organizador da Copa de 2014, estão concentradas em suas mãos as decisões que serão extremamente importantes para as 12 cidades-sede que em 2011 iniciam as obras de estádios. Ricardo Teixeira será o principal interlocutor do governo federal sobre as obras de infraestrutura para a realização da Copa.

Estima-se que para esse mega evento, o montante de recurso público investido ultrapassará a casa dos R$ 20 bilhões. De olho em tamanha cifra, investidores estrangeiros, utilizando-se de métodos heterodoxos como o do magnata da imprensa londrina - o australiano Keith Rupert Murdoch, já começam a colocar em suspeição a figura honrada de Ricardo. Conforme documentário, veiculado recentemente na BBC de Londres, o Poderoso Chefão do futebol brasileiro não passa de um ilustríssimo e dissimulado corrupto.

Pura maldade desses gringos!

domingo, 31 de julho de 2011

Cuisine, politique et sociétés


A convite do amigo advogado Vicente Roque, e na agradável companhia de Carolina Elói, tivemos (eu e Rúbia) - na última quinta-feira (28) a alegria de degustar a cozinha do Restaurante - Escola Senac, bem ali na Visconde de Suassuna.

A cozinha e o salão funcionam com a participação dos alunos dos cursos de cozinheiro e garçom do Senac, sob a coordenação do chef Ivalmir Barbosa. O menu traz como sugestão de entrada a salada de ricota com espinafre e tomate seco.

As opções de prato incluem o sabor do mar à suassuna: filé de peixe e camarão grelhados no azeite e guarnecidos de arroz e legumes salteados. Os doces ficam dispostos em um bufê. Diariamente há shows da boa música popular brasileira.

Estiveram na pauta o atual cenário político na cidade de Vitória de Santo Antão, o zelo pelo meio ambiente e o fortalecimento do Partido Verde (PV) no Estado de Pernambuco, além da defesa da aliança dos verdes com o governador Eduardo Campos (PSB).

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Meu agradecimento à família Travessia!

Prof.ª Lisiane Dionísio, Governador Eduardo Campos, prof. Marcelo Araujo 
e a prof.ª Luciana Dutra (Em julho de 2011, por ocasião da XII Fenearte)

Gostaria de informar que não estou mais à frente da Coordenação Regional do Projeto Travessia (Ensino Médio) da GRE Mata Centro. Para a função, a nova gestora da Gerência Regional de Educação (Vitória), prof.ª Ana Xavier, trouxe a prof.ª Marileide Maria da Silva, a quem desejo SUCESSO!

Quero agradecer a todos, especialmente àqueles que colaboraram - durante a minha passagem pela Coordenação. Meu "muito obrigado!" pela parceria e pelo espírito de equipe. Meu agradecimento às professoras Zoraide Pereira, Célia Maria e Cristina Francelino - com quem trabalhei, mais diretamente, durante esse período.

Estendo, também, o meu agradecimento à contribuição dada pelo prof. Jarbas Dourado Castro - enquanto geriu a GRE Mata Centro (2007 - 2011). Minha gratidão pública a ele, que me oportunizou viver o êxito dessa ação, em 13 municípios, e com seus principais atores: supervisores pedagógicos, professores e alunos. Estou grato pela experiência!

Durante minha estada no projeto, seja como professor de telessala, seja na Coordenação, participei de conquistas coletivas que desejo aqui publicizar; vão desde a criação de um espaço virtual (blog), para dar transparência às ações implementadas, à realização de mostras culturais como a I Exposição de Literatura de Cordel, ocorrida em junho/2011.

Professores e alunos realizando projetos de relevância para a vida. Verdadeiras tecnologias sociais, tais como o Sarau da Guiomar, o De repente Travessia, o Sabor & Poesia, Ler é Dez, Lixo e Cidadania (este último, ainda em fase de desenvolvimento), entre tantas outras criações - nascidas do improviso escasso da sala de aula de escolas, muitas vezes, carentes de uma melhor estrutura.

Tenho orgulho do trabalho que vivi e, direta ou indiretamente participei (2007 a 2011). Nenhum arrependimento, a despeito dos desafios frente à incapacidade de admitir qualquer prática que não fosse republicana, proba, honesta, digna. Me disperso do Projeto Travessia da forma que entrei: com as mãos e a consciência limpas.

Que venham novos desafios! Que Deus continue a nos abençoar! Mais uma vez, OBRIGADO!!!

Mostra de Literatura de Mulheres


O que há em comum entre Luce Pereira, Jussara Salazar e Elisa Lucinda? Estas e outras escritoras serão destaques da Mostra de Literatura de Mulheres, promovida pelo Sesc Santa Rita, no período de 27 a 30 de julho. O evento, que acontece no Laboratório de Autoria Literária Ascenso Ferreira, irá reunir ícones femininos que fazem, leem e criticam literatura.

Os interessados em participar das oficinas oferecidas pela Mostra precisam se inscrever no setor de cultura, do Sesc Santa Rita, até o dia 26. É preciso levar uma obra literária em bom estado de conservação para garantir a vaga. Além de palestras sobre a influência da mulher na literatura, o público poderá conferir gratuitamente recitais de poesia, exposição fotográfica, minicursos e cantorias e rodas de conversa. As vagas são limitadas.

O horário de atendimento ao público é das 14h às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 3224-7577.

Mais informações:

sábado, 9 de julho de 2011

Artista plástico faz doação de tela a alunos do Travessia para ajudar na FORMATURA


Os alunos do Travessia Médio, turma "A" 2010, da Escola Eurico Queiroz, no município de Bezerros tiveram uma aula de Artes Plásticas muito interessante. Eles conheceram de perto a vida e a obra do artista plástico, também carnavalesco Roberval Lima, conhecido nacionalmente por seus trabalhos com máscaras e com pintura em telas, sempre dando ênfase aos famosos Papangus de Bezerros.

A visita do artista foi planejada pela professora Maria Eliane da Silva (Humanas), com o objetivo de fundamentar o estudo da disciplina de Artes Plásticas, nesse 3º módulo.

Segundo a supervisora pedagógica Luciana Dutra, os alunos ficaram encantados com o trabalho de Roberval, que teve a delicadeza de presenteá-los com uma de suas telas para ajudar na formatura. Vale registrar, aqui, que José Roberval Lima teve atuação marcante quando atuou no Projeto Travessia Médio (turmas 2009) no município de Sairé. Parabéns aos professores Eliane Silva e Job Melo! Parabéns aos alunos!!!

Para aqueles interessados em arrematar a tela de José Roberval Lima, é só entrar em contato pelo endereço eletrônico: travessiamatacentro@gmail.com, ou pelo telefone: (81) 3526-8944. O dinheiro arrecadado com a venda do quadro será repassado à comissão de formatura dos alunos do Projeto Travessia (Ensino Médio) da Escola Eurico Queiroz, turma "A", em Bezerros.

Confira no slide o trabalho desse grande artesão!

Minha homenagem a Itamar


Um homem não é feito de óculos
sobrancelhas e cabelo

Um homem não é a sua fisionomia:
esguia, gauche, esbranquiçada

Um homem não é apenas:
a sua tez, nem os vincos onde guarda a memória

Um homem não é essa caricatura:
a circular nos jornais provocando graça

Um homem é,
sobretudo, a sua palavra:

inexorável como um kamikaze
inabalável tal qual uma baraúna

É disto que é feito um homem.

domingo, 3 de julho de 2011

Governador visita stand do Projeto Travessia na maior feira de artesanato da América Latina


Fonte: Assessoria de Comunicação da SEE/PE (Adaptado)

Na última sexta-feira, na abertura da XII Fenearte, a Coordenação do Travessia Médio da GRE Mata Centro, através dos professores Marcelo Araujo, Luciana Dutra e Lisiane Aparecida esteve presente.  O público que tiver a oportunidade de visitar a maior feira de artesanato da América Latina, realizada de 01 a 10 de julho, no Centro de Convenções, poderá conferir um caminho “recheado” de atividades desenvolvidas pelos estudantes das escolas estaduais ligados ao Travessia – programa de correção de fluxo desenvolvido pela Secretaria de Educação (SEE) em parceria com a Fundação Roberto Marinho.

A ação, que ocorre pela primeira vez este ano, deverá receber a visita de mais de quinhentos alunos ligados às 17 Gerências Regionais de Educação (GREs). No espaço, as pessoas terão a oportunidade de viajar pela cultura dos municípios pernambucanos. Lá, lendo cordéis, montando quebra-cabeça e brincando com um jogo da memória, poderão descobrir, por exemplo, que o município de Serra Talhada é a terra do xaxado; que Bezerros é conhecido pelos seus famosos papangus; que Caruaru foi onde residiu o Mestre Vitalino; e que Timbaúba é a terra da cerâmica.

“O trabalho pedagógico apresentado na XII Fenearte foi desenvolvido pelos próprios estudantes. São cordéis trabalhados em sala de aula, que retratam a cultura de suas regiões”, explicou a gerente de Correção de Fluxo da SEE, Ana Selva. Segundo ela, a ação visa fortalecer a identidade cultural de Pernambuco. “Com o trabalho feito nas escolas, os jovens tiveram a oportunidade de se debruçar na história do Estado, porque em cada unidade foram desenvolvidas pesquisas, entrevistas e oficinas de cordel”, disse, ao enfatizar que a ação é uma massificação do trabalho de gênero textual já desenvolvido pelo programa Travessia.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campo, esteve presente à abertura da feira e visitou o espaço antes de fazer a abertura oficial. Ele afirmou que o evento era a maior expressão dos artistas brasileiros. “É o maior encontro da arte popular”, comentou.

XII Fenearte - A novidade deste ano da feira é o Museu do Cordel. Ele vai levar para a área do mezanino uma parte do acervo de Liêdo Maranhão, um dos maiores colecionadores de cultura popular do país. O espaço terá uma prensa antiga, matrizes e livros de cordéis originais, inclusive folhetos raros da história do Brasil. Este ano, foram investidos cerca de R$ 3,5 milhões e espera-se que sejam movimentados R$ 28 milhões em negócios.

Além de todos os estados brasileiros, também participam 35 países do setor internacional da feira. São eles: Alemanha, Bangladesh, Chile, China, Cuba, Emirados Árabes, Equador, Filipinas, França, Grécia, Guatemala, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Líbano, Malásia, Marrocos, Nepal, Nigéria, Paquistão, Peru, Portugal, Quênia, República Tcheca, Senegal, Sri Lanka, Síria, Tailândia, Tunísia, Turquia e Uruguai. Além da participação inédita de representações da Ucrânia, com peças de porcelana decorativa; da Austrália, com um estande de semi-joias típicas; e o artesanato típico do Oriente Médio, com a Jordânia.

sábado, 2 de julho de 2011

Na casa dos 30, o maior presente!


O tempo é inexorável. Já se foi a época em que se brincava de carrinho de rolimã, em que se jogava pião e bola de gude sem sobressalto. Ali... perto do fogão à lenha, a beliscar os improvisos de minha avó... tudo era festa!

Mas os anos vão passando e a gente tendo que se acostumar a perder as pessoas mais queridas. As pessoas que a gente mais ama. E como dói lembrar de que não voltam! Fazer o quê? É assim, e pronto.

É aí, então, que descobrimos que a vida é uma luta..., puro exercício em que nós mesmos - como num moinho - nos incumbimos de construir caminhos novos para novas amizades.

E que desafio! Parece que o segredo é mirar a luz que todos - de alguma forma - geram. A gente aprende. E como aprende!

Assim... dedico esses 30 anos aos meus avós que já se foram, dedico àquelas pessoas mais queridas que partiram, também à minha esposa e aos meus dois filhos que ainda aguardam um irmão, que do ventre da mãe já batalha pela vida.

À possibilidade factível de novas e sinceras amizades é que dedico esses 30 anos.

Em nome da companheira de Travessia - prof.ª Zoraide Pereira de Deus e Melo, que engendrou esse momento - é que agradeço a todos que comemoraram comigo essa data..., mais esse aniversário!

Obrigado por terem proporcionado a alegria de, juntos, experimentarmos não apenas o prazer da fatia do bolo, mas sobretudo o engenho de uma relação mais fraterna e mais próxima. Esse é, sem dúvida, o maior presente! Mais uma vez, obrigado!


domingo, 26 de junho de 2011

Gerência de Educação da Fundação Roberto Marinho parabeniza o trabalho realizado pelo Travessia Médio da GRE Mata Centro

Norma Hernández, Marcelo Araujo e Paulo Cavalcanti
(foto ilustrativa) 

Por ocasião da nossa I Exposição de Literatura de Cordel do Travessia Médio, e em nome de todos que fazem o Travessia Médio da Gerência Regional de Educação da Mata Centro, oferecemos à estimada amiga da Gerência de Educação da Fundação Roberto Marinho, Norma Bravo Hernández, uma singela lembrança: almanaque da cultura bezerrense.

Pois é..., no dia 21/06 recebemos, então, e-mail que deixou a todos muito felizes e gratificados. Diante de tamanha deferência, resolvemos dar publicidade à mensagem de apoio ao trabalho, nesta Regional, realizado; ao mesmo tempo, aproveitamos para publicar também o nosso "MUITO OBRIGADO, NORMA!!!" Confira íntegra da mensagem!

"GRE - Mata Centro - Vitória

Coordenador Travessia EM - Professor Marcelo Araujo
Coordenadora Pedagógica - Professora Zoraide Pereira
Equipe de Supervisores

Querida Equipe Travessia - Mata Centro,

Bom dia!

Não tenho palavras para agradecer o precioso presente que recebi ontem desta querida equipe. O mesmo é de valor incalculável.

Este material, além de ser um maravilhoso acervo da cultura de um povo, para mim representa e simboliza o compromisso, dedicação e empenho da Equipe Travessia desta regional na busca por desenvolver um trabalho sabendo claramente qual a sua missão e, qual é o papel da Educação no contexto em que vivemos. Também fala da sensibilidade desta equipe e da sua percepção da função do Travessia na vida das pessoas.

Sinto fortemente a intenção da equipe no seu querer fazer a diferença para um público que precisa se sentir forte e fortalecido, na sua essência e nos seus desafios.

Eu agradeço estes esforços e me sinto honrada por poder compartilhar da caminhada desta equipe, partilhando das suas conquistas e desafios.

Parabéns!

Um abraço e o meu mais profundo respeito e gratidão,

NORMA BRAVO HERNÁNDEZ
Fundação Roberto Marinho
Equipe Gerência de Educação"

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Confira a cobertura que a TV Vitória fez da 1ª Exposição de Literatura de Cordel do Travessia Médio da GRE Mata Centro!


I Exposição de Literatura de Cordel do Travessia Médio é sucesso! Confira!

Auditório da GRE Mata Centro, 17 de junho de 2011

A I Exposição de Literatura de Cordel do Travessia Médio, sediada na Gerência Regional de Educação da Mata Centro, em Vitória de Santo Antão, reuniu gestores de escola, supervisores pedagógicos, bibliotecários, professores, alunos e amantes da boa poesia. Ocorrida no dia 17 de junho no Auditório da GRE Vitória, a mostra serviu à valorização do trabalho de alunos ilustradores e poetas.

Confira nos slides abaixo como foi a participação dos nossos 13 supervisores pedagógicos, 131 professores (Humanas e Exatas) e pouco mais de 2 mil alunos distribuídos nas nossas 82 telessalas do Travessia (Médio 2010 e 2011). O evento contou ainda com as participações ilustres de técnicos da Fundação Roberto Marinho e da prof.ª Silvana de Fátima - que representou a Coordenação Estadual do programa.



Cada um dos 13 supervisores pedagógicos teve a incumbência de trazer um prato típico de cada cidade: Camocim de São Félix serviu ticaca - espécie de pão doce bem peculiar; de Bonito veio o doce alfinin, a cidade dos Bezerros distribui fatias fartas de bolo de rolo e de mandioca; cocada como sobremesa foi a proposta da cidade de Escada; Vitória de Santo Antão trouxe como aperitivo a cachaça fabricada no Parque Industrial da Pitú.


Nascida a partir de proposta de trabalho em sala de aula com a Literatura de Cordel - com vistas à participação na 12ª edição da Fenearte, a ideia de organizar uma exposição de fotografias, ilustrações e textos em versos rimados - que partisse exclusivamente dos alunos - foi ganhando corpo, dando lugar, também, a centenas de peças do artesanato que é produzido em 12 municípios - pela GRE Vitória jurisdicionados.